domingo, 24 de abril de 2011

Seitan com molho de mostarda

Mostarda é vida. E descobri isso graças a Thaty Marcondes, que faz a vida dos vegetarianos (e as dos não vegetarianos também) mais feliz sempre que nos chama para almoçar na casa dela. Ela é responsável por essa receita delícia, que eu tento imitar mas que nunca fica tão boa quanto a dela. Originalmente, a receita é PTS ao molho de mostarda, mas resolvi testar com seitan, para ver como ficava. Tenho que dizer que fica bom, mas com PTS fica muito melhor.


Seitan
A receita básica do seitan está nesta postagem, mas também dá para fazê-lo com farinha de glúten, o que facilita muito a vida da cozinheira. Se você tem a farinha de glúten, que pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e a granel, é só misturar um copo dela com duas colheres de chá de sal, temperos ( eu uso paprica e cúrcuma), com aproximadamente um copo de água com duas colheres de óleo. Vale lembrar que a quantidade de água na massa influencia na consistência do seitan. Para um seitan mais firme, use menos água (1 copo). Para um seitan mais macio, use mais água (1 copo e meio).

Mistura tudo até formar uma massa uniforme e reparta a massa em duas partes para facilitar o cozimento. Leve para cozinhar em água com 1 colher de extrato de tomate e 2 colheres de shoyu por cerca de 40 minutos na panela de pressão ou por 1h20 em uma panela normal. Depois de pronto fatie como preferir e use normalmente.

Molho de Mostarda
Com o seitan fatiado ou a PTS hidratada em mãos (cerca de duas xícaras) o processo é o mesmo. Para esta parte da receita você vai precisar de:
PTS ou seitan
1 dente de alho picado
1 rodela de cebola picada
2 colheres de creme vegetal
1 caixa de creme de soja (também dá para fazer com leite de soja, caso você prefira)
2 colheres de mostarda (mais ou menos, depende se você gosta do molho mais forte ou mais suave). Eu uso a Mostarda com Ervas Finas da Hemmer

Frite o alho e a cebola no creme vegetal. Adicione o seitan ou a PTS, deixe dourar. Em seguida, acrescente a  mostarda e o creme de soja. Coloque sal a gosto e pronto. Ai ai, a vida é bem melhor depois de experimentar essa delícia!





sexta-feira, 22 de abril de 2011

Feijoada Vegan

Um evento que consta no nosso calendário é a tradicional feijoada vegetariana do Jeferson, que é realizada há vários anos para comemorar o aniversário do mesmo, no dia 11 de fevereiro, e que cada vez atrai mais convidados. A edição deste ano contou com presenças ilustres vindas de diversas partes do país (ahmm) e estava muito boa, pra variar. O dia não muito quente colaborou para o sucesso da edição 2011 da Tradicional Feijoada do Jeferson. A receita da feijoada eu tinha em um livrinho, que ganhei de alguma marca de PTS. Mas não sei onde ele está e já faz muito tempo que não preciso consultá-lo para fazer a feijoada. Confira, abaixo, a receita dessa delícia.


A quantidade varia de acordo com o número de convidados. Neste ano, havia mais de 15 pesssoas na nossa lista e usei a seguinte medida:

1 quilo e meio de feijão preto
2 cebolas grandes cortadas em cubinhos
5 dentes de alho fatiados
Óleo para fritar os temperos
Cheiro Verde (salsinha e cebolinha)
3 xícaras de PTS grossa já hidratada e sem água
4 cenouras média cortadas em rodelas
4 mandioquinhas salsa cortadas em rodelas
Tempero baiano (cominho, pimenta e outros temperos mais)
Sal a gosto

Para começar, tem que deixar o feijão de molho em uma bacia com água de um dia para o outro. Escorra o feijão e o coloque na panela de pressão com água suficiente para cozinhá-lo (cobrindo os grãos). Cozinhe na pressão contando 15 minutos depois que a panela começar a apitar. Desligue o fogo, espere a pressão sair e reserve.

(Eu não costumava cozinhar o feijão antes já que fazia a feijoada na panela de barro da minha sogra, mas como desta última vez a quantidade de feijão era muito grande, tive que alterar o preparo).

Em uma panela (praticamente um caldeirão, neste caso), frite a cebola e o alho em um pouco de óleo. Acrescente o feijão e deixe cozinhar mais um pouco. Acrescente os legumes e a PTS. Deixe cozinhar mais um pouco, acrescentando água fervente caso seja necessário. Adicione sal e o cominho e espere o caldo engrossar. Quando estiver quase pronta, adicione o cheiro verde picado e misture bem.



Sirva com arroz, couve refogada, farofa e laranja. Nhammmmm.



terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Seitan ao forno



Todo dia uma dúvida ronda essa casa. O que fazer para jantar? Pensando no jantar do dia seguinte, comecei a preparar o seitan na noite anterior, sem saber ao certo o que faria com ele e o que saiu foi essa receita de seitan com batatas ao forno e que ficou bem delícia.




A receita do seitan, ou glúten, é a seguinte:

Meio quilo de farinha de trigo (ou mais ou menos quatro xícaras)
1 xícara e meia de água

Misture a água com a farinha até que a massa fique homogênea. Faça uma bola com a massa e deixe de molho por volta de oito horas em uma bacia com água.

Depois do molho, lave a massa corrente. Para facilitar, utilize um escorredor de macarrão e uma bacia cheia de água. Assim, você pode mexer com a massa na água sem se preocupar em perder pedaços do seitan. Troque de água com frequência, já que a medida em que se mexe na massa, a água vai ficando branca, por causa do amido. Conforme o amido da farinha sai, a massa fica com um aspecto elástico, esse é o seitan. O ponto ideal é quando a água da lavagem do seitan esteja transparente.

Deixe o seitan escorrer e modele conforme o seu desejo. Eu tentei fazer uma uma bolinha bem compacta, pra facilitar na hora de assar e cortar.

Cozinhe o seitan em panela de pressão com água e temperos por cerca de 20 minutos depois que a panela começa a apitar. Para o cozimento, eu usei água, shoyu, cebola, alho, cebola e molho de tomate, tudo no olho, de forma com que a água cubrisse o seitan.


Depois de cozido, armazene o seitan na geladeira junto com o molho no qual foi cozido até na hora de usá-lo.

Corte batatas em cubos e leve para cozinhar com água e sal, até que elas estejam macias. Em uma assadeira untada com óleo, coloque as batatas e o seitan e regue os ingredientes com o molho do seitan. É interessante fazer alguns furos no seitan, para que o molho seja melhor absorvido. Leve ao forno médio até que as batatas e o seitan estejam dourados. Nhammmm.



terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Bolo Vegan de Aniversário


No mês passado foi meu aniversário e eu estava precisando muito de um bolo destes. Todo mundo elogiou e eu achei que ficou bem delícia mesmo. O mais importante é que eu superei meu trauma em relação ao leite condensado de soja da Olvebra, rs. É bom e para mim tem gosto de picolé de leite condensado normal.

Bom, a receita. Para a massa do bolo usei uma receita de cupcakes veganos da chef vegan Martha Gonzales, que trabalha em um restaurante de São Paulo.

Fiz uma receita e meia e fiz algumas alterações, como menos açúcar, essas coisas. A receita é essa aqui, ó:

1 copo de medidas quase cheio de Farinha
1 copo de medidas quase cheio de Cacau em pó
1 copo de leite de soja
1 copo de açúcar açucar
2 colheres de óleo
1 colher de vinagre branco
1 colher de fermento químico em pó

Modo de fazer:
Primeiro misture todos os ingredientes secos, começando pela farinha. Não esqueça de peneirar a farinha e o cacau para evitar que fique empelotado. Misture bem os dois.
Em uma panela, leve ao fogo o leite de soja e o açúcar. Esquente e mexa até dissolver o açúcar.
Em seguida, coloque o leite com o açúcar em uma bacia. Acrescente o óleo e o vinagre e misture bem até ficar com uma espuminha. Em seguida, vá acrescentando aos poucos a farinha com cacau e bata a massa. Depois que a massa estiver batida, acrescente o fermento em pó e misture sem bater.
Untar uma assadeira com óleo e farinha, despeje a massa e leve o bolo para assar a forno pré-aquecido a 200 graus, mais ou menos.

Recheio
1 pacote de coco ralado seco sem açúcar
1 lata de leite condensado de soja (Olvebra)
Morangos picados

Corte o bolo ao meio. O ideal é que o bolo esteja frio nesta etapa. Misture os dois ingredientes em um recipiente e recheie o bolo. Coloque os morangos e em seguida coloque a metade da massa por cima.

Eu não usei morangos dentro, mas acho que fica melhor já que o recheio é bem doce.


Cobertura
1 barra de chocolate meio-amargo (usei a da Garoto, que não tem leite nos seus ingredientes)
1 caixinha de creme de soja
1 caixa de morango

Rale o chocolate. Leve ao fogo em banho-maria para derreter. Em seguida, vá acrescentando o creme de soja e mexendo até que a mistura fique uniforme.
Cubra o bolo com a ajuda de uma faca e use os morangos para decorar.














sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Quibe de batata




Uou, quase um mês sem postagens novas. Muito trabalho, muita coisa acontecendo, mas prometo ser menos relapsa daqui para frente. A novidade é que o Cozinha Vegana agora também está hospedado no site do Diário de Ourinhos. Enquanto não realizo a transição completa, é possível conferir as receitas aqui e lá.
Esta receita pode ser feita no forno ou frita. Neste caso, se na hora de moldar o quibe se despedaçar, dá para acrescentar um pouco de farinha de trigo e misturar bem.

Ingredientes:
3 batatas médias cozidas e amassadas como um purê
1 xícara de trigo para quibe
1 dente de alho picado
1 rodela de cebola picada
Hortelã, tempero baiano e sal a gosto


Hidrate o trigo com água morna, por cerca de 15 minutos. Esprema bem para retirar a água e junte com a batata já cozida e amassada e todos os temperos. Coloque em um pirex e leve ao forno pré-aquecido até que esteja dourado.

Viu só, gostoso e simples. Para que mais?

domingo, 26 de setembro de 2010

Alu Patra

Sempre que vamos para Curitiba, precisamos ir comer em um desses dois lugares, ambos apresentados pelo Ricardo, um amigo responsável pelo nosso vegetarianismo: ou no Formosa, que tem o melhor rolinho primavera, ou no Balarama, comida indiana que colocou o alu patra na lista de pratos favoritos. Massa crocante por fora, recheio de batata cremoso por dentro...huuuuum.
Da última vez que almoçamos lá, não tinha alu patra e ficamos na vontade. O jeito foi pesquisar e colocar a mão na massa. A receita que usei, com pequenas alterações, é do blog Lentilhas e deu super certo!

Ingredientes da Massa:
4 xícaras de farinha de trigo
1 copo de farelo de trigo
1/2 xícara de óleo
2 xícaras de água morna
Sal a gosto

Misture todos os ingredientes em uma bacia e amassar bem. Deixe descansar por15 minutos. Enquanto isso, faça o recheio.

Ingredientes do Recheio:
3 a 4 batatas cozidas e amassadas como um purê (cerca de meio quilo)
1 colher de chá de gengibre fresco picado
3 colheres de gergelim tostado ( se não achar para comprar, aqueça uma frigideira, acrescente o gergelim e mexa até dourar todos os grãos)
3 colheres de côco ralado sem açúcar
Cúrcuma, cominho, curry e sal a gosto
Misture bem todos os ingredientes e reserve.

Abra a massa com um rolo até que ela esteja fina (não muito para não abrir). Cuide para que ela fique em formato retangular para facilitar na hora de rechear.
Acrescente o recheio e arrume com a mão deixando a superfície lisa, cobrindo toda a massa. Enrole como se fosse um rocambole, tomando cuidado para que não sobre espaço entre as camadas.


Em seguida, corte rodelas com espessura de um dedo. Dê uma apertadinha com a mão em cada rodela para garantir que o alu patra não se abra durante a fritura. Frite em óleo quente e coloque para escorrer em papel toalha.


Alu Patra antes...

... e depois de frito. Eu recomendo!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Pavê vegan de Morango/ Pavê vegan de Chocolate

Nunca gostei de pavê. Talvez porque em casa nunca tinha esse tipo de sobremesa. Mas agora eu gosto e bastante. Além de ser gostoso, é uma boa para quem quer fazer uma sobremesa rápida e fácil.

PAVÊ DE MORANGO


Bolacha maizena vegan (a quantidade varia conforme o recipiente em que você for montar o pavê, o número de camadas que você quer. Para este, usei os três pacotes que vem na embalagem)
1 caixa de morango
2 colheres de açúcar
1 creme de soja
1 copo de leite de soja

Bata os morango, o leite, o creme e o açúcar no liquidificador.
Em um pirex, vá alternando camadas de bolacha e do creme de morango. Como este creme ficou bem liquido, não vi necessidade de molhar as bolachas antes. Pronto. Leva a geladeira antes de servir.


PAVÊ DE CHOCOLATE




Bolacha Maizena
3 colheres de achocolatado em pó
1 creme de soja
Chocolate picado para enfeitar
Leite de soja para umedecer as bolachas


Misture o achocolatado com o creme de soja. Umedeça as bolachas e monte o pavê, intercalando as bolachas com o creme de chocolate. Leve para a geladeira antes de servir. Tcharam, sobremesa delícia e fácil de fazer!